Liberada verba para complexo prisional de Itaquitinga Plano de construção da etapa do presídio recebeu ajustes. Por isso, R$ 15 milhões serão liberados para a obra - TupanatingaFm

Últimas Notícias

Liberada verba para complexo prisional de Itaquitinga Plano de construção da etapa do presídio recebeu ajustes. Por isso, R$ 15 milhões serão liberados para a obra


A construção da PPP de Itaquitinga está paralisada desde o ano de 2012Foto: Jedson Nobre
Atrasada há cinco anos, a construção do Centro Integrado de Ressocialização de Itaquitinga (CIR-Itaquitinga) pode, enfim, ser finalizada. É que, depois de quase quatro meses de suspensão, os recursos que vão viabilizar o processo licitatório do segundo pavilhão do complexo prisional - a Unidade de Regime Semiaberto 2 (URSA-2) - foram liberados pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). A informação é do Governo de Pernambuco, que ainda promete entregar a URSA-1 na primeira quinzena de dezembro. 

Através da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), o Estado informou que o Depen autorizou a continuidade da obra após a realização de alguns ajustes técnicos no plano de construção. Com isso, os quase R$ 15 milhões que foram liberados pelo Governo Federal para o CIR- Itaquitinga, mas haviam sido suspensos em julho, voltaram a ficar disponíveis na conta do governo pernambucano. E o Estado não perdeu tempo, já abriu, nesta semana, as propostas de preço das 13 empresas habilitadas para participar do trabalho de finalização da URSA-2. “O projeto foi retomado em outubro, com o resultado de habilitação das empresas e a aprovação do projeto arquitetônico pelo Depen, através de nota técnica”, informou, também por nota, a secretaria comandada por Pedro Eurico. 

A pasta disse ainda que, agora, vai analisar as propostas para definir qual empresa vai tocar o projeto de engenharia que vai adequar a URSA-2 a uma unidade de regime fechado capaz de receber mil detentos. Ainda não há, no entanto, um prazo definido para esta etapa. Por isso, também não se sabe quando as obras do URSA-2 serão reiniciadas. Inicialmente, a ideia era inaugurar o pavilhão em abril do próximo ano. É que, ao anunciar a retomada do processo licitatório referente a esta etapa do complexo prisional em maio, a ideia do Estado era começar as obras em agosto. Com o atraso, portanto, é possível que a entrega da unidade, que deve receber presos do Complexo do Curado e do Presídio de Igarassu, fique só para o segundo semestre de 2018. 


Ursa-1
Já a Unidade de Regime Semiaberto I (URSA-I), cuja obra foi retomada no início do ano com um orçamento de R$ 9,6 milhões, deve ser inaugurada na primeira quinzena de dezembro. Segundo a SJDH, o trabalho de adequação e conclusão do pavilhão chegou ao fim em agosto. Agora, o que está sendo feito é a equipagem do espaço, que vai receber mil reeducandos. Mas esse trabalho também está chegando ao fim. Por isso, o Estado garante que a primeira fase do CIR-Itaquitinga será entregue ainda neste ano. 

Nenhum comentário