Estudante se mata após turma descobrir desvio em dinheiro da formatura Único membro da comissão de formatura responsável pela movimentação das finanças da turma, Maxwell Darley da Silva, de 23 anos, teria desviado R$ 50 mil - TupanatingaFm

Últimas Notícias

Estudante se mata após turma descobrir desvio em dinheiro da formatura Único membro da comissão de formatura responsável pela movimentação das finanças da turma, Maxwell Darley da Silva, de 23 anos, teria desviado R$ 50 mil

Maxwell Darley da Silva morreu no Hospital da Restauração
Maxwell Darley da Silva morreu no Hospital da RestauraçãoFoto: Henrique Genecy/Folha de Pernambuco
O estudante de Fisioterapia Maxwell Darley da Silva, de 23 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (13) no Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, área central do Recife. O universitário é suspeito de aplicar um golpe de cerca de R$ 50 mil em 40 colegas de turma de uma faculdade particular de Caruaru, cidade do Agreste de Pernambuco. 

Ele foi internado no HR na última segunda-feira (6) após tentar se matar em casa e ser socorrido pelo pai. Maxwell foi levado para o Hospital Regional do Agreste (HRA), no bairro de Indianópolis, em Caruaru, mas, por estar em estado muito grave, foi transferido em coma para o hospital no Recife
Segundo a assessoria do Hospital da Restauração, Maxwell morreu por volta da 1h20 desta segunda em decorrência de complicações em seu quadro clínico. “Ele tentou se matar pela primeira vez logo após descobrirem o golpe, na quinta-feira (2). O pessoal da comissão pediu a prestação de contas e ele afirmou que iria ressarcir todos”, explicou o titular da 3ª Delegacia de Polícia Civil de Caruaru, o delegado Thiago Henrique. “Existe um áudio enviado pelo Maxwell que mostra ele dizendo que iria repor esse dinheiro gasto”, afirmou o delegado. 

Maxwell Darley era o único membro da comissão de formatura responsável pela movimentação das finanças da turma desde o início do curso, há quatro anos. “Ele era o tesoureiro. O desfalque não aconteceu de uma vez só e sim ao longo dos últimos quatro anos. Ele foi tirando aos poucos o dinheiro do caixa”, completou o delegado.

Leia também:
Advogado é executado em Caruaru
Falsa representante de viagens de comunidade católica aplica golpe em fiéis


Apesar da morte do estudante, o inquérito vai continuar em andamento e ser remetido ao Poder Judiciário, pois o caso tem implicações na esfera cível. “Deveremos fazer restituição de patrimônio aos prejudicados. Localizamos uma empresa no nome dele, mas ainda vamos investigar”, finalizou o delegado Thiago Henrique.

A reportagem do Portal FolhaPE entrou em contato com os estudantes da turma para falar sobre a morte do colega. Os universitários afirmaram que não irão se pronunciar.

Nenhum comentário